Eric Botteghin está focado no duelo contra o Ajax em 21 de janeiro, no primeiro jogo depois do recesso de inverno.  Duas vezes por dia o zagueiro trabalha para sua recuperação. Ele encontra-se neste momento na Holanda, mas até pouco tempo estava na sua terra natal, o Brasil.

“Se eu estivesse aqui, encontraria os rapazes todos os dias. Veria como estão se preparando para o Champions League. Mas tive que perder esse momento. No ano passado trabalhamos muito duro para chegar a este nível, e agora estou de fora porque tive esta lesão. Isso machuca”.

Dois meses atrás Botteghin participava de seu último jogo. Não por acaso o Feyenoord rendia menos depois que Botteghin sofreu a lesão.  Mas ele também recebeu uma boa notícia: o Feyenoord estendeu seu contrato até o verão de 2020, justamente nesse momento mais difícil; o que deu a ele uma confiança redobrada. “Eu me sinto bem neste time. Se vou terminar minha carreira nesta equipe é difícil afirmar. Eu ouço o que Deus tem a me dizer”.

Eric Botteghin é embaixador da instituição Power2Fly, uma organização que ajuda crianças carentes no Brasil. Na sexta-feira, no FD Rijnmond, Botteghin falará mais sobre este assunto. Na terça-feira que vem a instituição organiza uma noite brasileira para arrecadar fundos.

Fonte: Rijnmond.nl

Divi WordPress Theme